segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Comédia da vida aleijada - a saga

Aconteceu esses dias um troço com um brother meu que é cadeirante também. A história é muito comédia da vida aleijada. Presta atenção:
O guri quebrou o pescoço num tombo besta dentro do mar. Tava no ombro de um amigo, o pé escorregou e ele caiu de lado. Tinha um maldito banco de areia ali pertinho. Ele bateu a cabeça no banco e quebrou a cervical. Tudo bem, acidentes acontecem.
Mas, me diz se não é muito azar ter uma lesão medular antes de perder a virgindade!? Apesar de ter 18 anos na época, o fofo ainda não tinha usado o pinto pro seu fim mais óbvio. E embora existam vários recursos para continuar fazendo sexo depois da lesão, não é a mesma coisa (imagino eu) já que o corpo muda completamente.
Buenas, a saga continua. Depois da lesão ele conheceu uma gatinha e nhac, transou com ela. Tá, a maioria deve estar se perguntando 'mas o pinto do aleijado...'? Funciona. Aleijado faz o que todo mundo faz, só que as vezes de modo um pouco diferente. Bom, o fato é que ele fez sexo com apenas duas gurias até hoje. E, tcham, tcham! Pegou uma DST. Fala serio! Tem tanta gente que dá pra deus e o mundo, tanto cara que passa o salame na galera e não pega nem um hpvzinho básico! chega lá o rapaz, praticamente virgem, e pega uma pereba! Definitivamente, a vida não é justa.
Mas, a saga continua... segundo esse meu brother, a ereção after a lesão é vapt vupt, tem que aproveitar quando o jonny se levanta! e nessa pressa não usou camisinha...
normalemente os rapazes lesados utilizam drogas (como o famoso viagra, ou a desconhecida papaverina) pra manter a ereção pelo tempo desejado, só que ainda não era este o caso dele. Inicialmente, seu pinto mantinha a ereção, depois de um tempo passou a ficar instável e hoje ele utiliza os recursos farmacológicos para desfrutar a vida.
Bom, com cousas estranhas no pinto ele foi num médico que receitou aciclovir pensando ser herpes a pereba. Ele tratou, as coisas estranhas desapareceram e depois voltaram. Chegando em porto, foi na emergencia da puc. Realiza a cena, chega um cadeirante e diz pro médico: 'Doutor, tô com alguma pereba no pênis'. Eu tento imaginar a cara do médico (dos médicos, porque a esta altura já tinha quase uma junta pra avaliar o caso), que certamente (como a grande maioria das pessoas) acha que os lesados medulares não fazem sexo, ainda mais sexo inseguro.
Depois de 'causar' no pronto puc, meu brother voltou pra casa sem diagnóstico e com a recomendação de consultar um centro de dermatologia especializado em dst. Amanhã ele vai lá. Tomara que seja algo light como uma herpes genital ou coisa assim.
Agora, fica o recado, essa história que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, ou aquele papinho (que por sinal eu uso um monte) de que tenho o corpo fechado porque já paguei meus pecados, ou ainda a mentalidade do complexo de super homem que a maioria de nós jovens temos do 'isso não vai acontecer comigo' é fria. Tem que ficar esperto. Sexo só com camisinha.

4 comentários:

Denise disse...

Tá dado o recado!
E que o pinto do teu amigo se recupere logo! :)
Beijo!

Jairo disse...

Esse é o típico benzido com bosta de urubu, heim? Aff... Dá um banho de sal grosso (e mole) no moço! Beijocas

Juliana Carvalho disse...

Hehehe, parece que é apenas uma dermatite de contato! Vamos torcer pelo pinto dele!

Monica Loureiro disse...

Juliana
Vim parar no seu Blog através de outros trilhões de blogs ( não me lembro mais, são tantos ! )
Tenho duas amigas cadeirantes muito especiais pra mim e quero fazer o que puder e não puder para melhorar a qualidade de vida delas....

Ler o seu Blog é bem terapêutico....

Você é realmente uma figura !

Passa lá no meu também pra ver se aproveita alguma coisa .....

Monicaty