quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

A cadeirante viajante

As aventuras pela nova zelandia estao neste novo blog: A cadeirante viajante.

14 comentários:

Fernanda V. Ferreira C. de Almeida disse...

Oi Juliana,
Adorei seu livro, é muito bacana!
Tenho uma loja, o espaço iN, em Londrina-PR e indico pra todo mundo!!
Me sinto super sua amiga, por saber de tanta coisa da sua vida... kkkk
Um abraço e boa viagem!!

Fernanda Carvalho disse...

Oi Juiana

Li o seu livro,acho que em tempo recorde... 28h. Depois que comecei, não consegui parar. Mas preciso dizer que essas 28h mudaram a minha vida. Muito obrigada!
Vou reler muitas vezes ainda...
Obrigada mesmo!
Desejo que você alcance todos os seus objetivos.
Grande abraço.

Kelvin Castro disse...

Olá Juliana meu nome é Kelvin e tornei seu fã faz alguns dias quando li seu livro, deu muitas risadas e quase chorei em algumas partes, mais foi graças a você que estou me sentindo melhor agora pois você conseguiu fazer de tudo depois da inflamação e eu tava me sentindo inútil mesmo sem ter nenhuma deficiência, mais depois de que li seu livro estou me sentindo melhor e peguei gosto pelos livros muito obrigado você é um idolo pra mim.
Um beijo e seja feliz.

maky disse...

oi juliana! sou maquieli e virei tua fã!! isso aconteceu ha alguns dias quando li teu livro!! ameeeiii!! ri de mais, como to morando em outro estado foi muito bom ler (mas era como se eu estivesse ouvindo) o sotaque do sul, as girias e os lugares... nossa eu adorei a história, aí quis saber se vc tava andando, como era a sua sobrinha e se vc foi pra nova Zelândia! dai fiquei viajando imaginando a continuação da tua vida e resolvi visitar teu blog! vc é muito boa no que faz jujuba (é tbm o apelido do meu namorado) então por que não escrever outros livros? muita gente ia amar!! acho que é isso... bjão!!!

maky disse...

ah... esqueci de dizer, vc é muuito linda!

Tuigue disse...

Oi Juliana, sou cadeirante faz dois anos e esse mês li teu livro, amei a forma como você encarou tudo e ri muito... Putz, parabéns demais! Sempre leio teu blog e gosto muito das postagens. Beijos enormes!

Rick Villar ©® disse...

Olá, estou dando uma passada em seu blog e te convidando pra conhecer os meus, são relacionados à pessoa com deficiência:
http://reabilitandoad.blogspot.com.br/
http://ficcaocadeirante.blogspot.com.br/

Sempre vejo notícias suas, continue!

Joaossara disse...

Acabei de ler seu livro, no inicio fiquei chocada com toda sua sinceridade em relação a determinadas coisas! Agora te acho muito corajosa por ter tido coragem de falar!! Legal!! Por um tempo você vai ser uma nova amiga, até já te apresentei para meus sobrinhos exemplificando algumas coisas!!! Um abraço e muito sucesso!!

Laís Sanches disse...

Oi Juliana, meu nome é Laís e acabei de ler o seu livro. Me emocionei em alguns momentos e dei risadas em outros. A sua fé é imensa, e a vontade de viver é muito maior. Parabéns pra você, parabéns por você ser assim como você é e obrigada por ensinar os outros a valorizar várias coisas que no dia-a-dia parecem simples, obrigada por fazer de mim uma pessoa melhor !
Te admiro muito, fique com Deus !
Beijos !

Juliana Carvalho Juliana disse...

Obrigada a cada um que vem aqui dividir o que sentiu quando leu meu livro! Isso me motiva a seguir compartilhando as novas experiências!

Razinha Arruda disse...

Oi Juliana,

Td bom?

Tbm sou cadeirante e tenho paralisia cerebral... tenho 20 anos e estou terminando a minha faculdade de Letras... Também tenho um blog o wwwromanticstar.blogspot.com, onde exercito uma das minhas grandes paixões: a escrita...

Já li seu livro uma vez e nesse momento estou relendo de novo! Dei belas risadas e chorei muito tbm... Queria dizer que me identifiquei MUITO mesmo!!!!!! E dizer tbm que vc me encorajou a fazer muitas coisas, ou pelo menos pensar no assunto! MUITO OBRIGADA, querida!

Vc tem algum contato além do blog, tipo Facebook/ Twitter? Daí podíamos trocar mais algumas ideias

Se cuida, Ju! ( Posso ter essa intimidade toda? kkkkkk!) fiquei muito feliz pela sua conquista de morar sozinha!

Beijos

Profª Caciana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Profª Caciana disse...

Olá Juliana!
Li seu livro no final da semana passada - leitura indicada por uma aluna do 2º ano do Ensino Médio. Garota! Que História! O mais bacana, e nem sei se essa expressão é a mais correta, é que você, apesar dos picos de depressão que senti pela leitura, não esmoreceu e continuou a lutar por uma vida "normal". Parabéns.

Eduarda Sansão disse...

Olá, Ju!
São pouco mais de duas da manhã e eu acabei de terminar de ler o seu livro, o qual comecei a ler menos de cinco horas atrás. Comecei chorando e terminei rindo. Quem diria que um livro achado numa faxina feita pelas ameaças da mãe tocariam tanto a minha alma?
Tenho 17 anos, como dizem por aí, uma criança ainda. Sabe, como meu pai insiste em dizer: "Você não sabe nada da vida". No entanto, ler sua história me deu uma coragem imensa pra viver a vida. Ano de vestibular, tenho que fazer estágio, escolher a minha profissão, passar numa ótima faculdade pra não sofrer um atentado dos meus pais, etc. Uma pressão enorme. Não posso negar, estou morrendo de medo.
Enfim, após esse desabafo um tanto estranho, digo: falo tudo isso pra lhe mostrar que sua superação não influencia só quem está cercado de limitações físicas. Falo isso porque sua história me mostrou que as coisas serão difíceis mesmo, que a vida vai ferrar com todo mundo, e ponto. Contudo, você me mostrou que todos nós podemos recomeçar em qualquer instante, mesmo que a vida não seja mais do jeito que estávamos acostumados.
Você é um exemplo de vida que vou guardar no coração.
Parabéns, porque você é uma mulher foda!
Obrigada por partilhar o que você viveu, e que às vezes a realidade dá um tapa na nossa cara, mas nada que não possamos revidar.
Um grande abraço,
De uma nova e pertubada leitora,
Duda Sansão.